sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Dora 5 anos: a alegria antes da ocorrência.

compartilha com os velhos e novos amigos do blog a parte boa do aniversário de 5 anos de Dora, na noite do dia 16/2, no Leme. A molequinha estava muito feliz com a festa surpresa, ao lado dos amigos e parentes. Até aquela mulher estragar tudo.




20 comentários:

  1. Que linda, parabéns pra ela, parabéns por elas.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Criss.

    um pouco de carinho sempre fará bem para afastar as nuvens sombrias.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Me parece que não reparou nas fotos. Em que planeta você vive?

    Limitar-se por ser negar?

    Tampouco importa o perfil da maioria das crianças de rua da Zona Sul. Elas também não podem ser violentadas em seu direito de ir e vir em local público. Constrangimento ilegal de menor. Crime.

    Estamos falando de fatos e não de uma aula de sociologia. Não é um banco de faculdade, Senhora Livia. É vida real. Minhas filhas possuem plena noção de seus direitos e da sua liberdade de ir e vir assegurada pela constituição brasileira, pela lei Cao e pelo estatuto da criança e do adolescente.

    Os cabelos de minhas filhas são lindos e bem tratados, assim com vestem roupas de excelente qualidade. Poderiam até estar de biquini, como as demais crianças no parquinho da praia.não podem é sofrer agressão a partir da presunção de adultos com cor de pele diferente e que estavam nos prestando um serviço pelo qual paguei.

    Qualquer outra manifestação que induza ao cerceamento de direitos de ir e vir, assim como limitações de acesso por aparência está tipificada no código cível e penal.

    Minhas meninas foram agredidas e o agressor deverá responder por sua agressão. Simples assim.

    Não importa onde a maioria da população negra mora. Podemos circular onde e quando quisermos. Quem não gostar de negros que se retire.

    ResponderExcluir
  5. Como alguem que se mostra preoculpado em concientizar, mostra sobre a questao da criança de rua, nao se importar?

    Criar um blog com a imagem de sua filha,para um finalidade sem um obejtivo?sinceramente nao entendo?

    Coloque um biquine na sua filha em um local publico no Leme,coloque vestidos maiores do que o de seu tamanho,deixe o cabelo do jeito que bem importa..So depois NAO RECLAME ou use a imagem da FILHA pra buscar sensiblizacao para um caso tipico da sociedade Brasileira!

    Nao foi em nenhum racismo,e sim PRECONCEITO!!Quer deixar a sua filha como esta nas fotos ?Nao reclame!Use e assuma as conseguencias de um mundo que nos todos sabemos, que e sim PRECONCEITUOSA!!

    Seja vc pobre,vesgo,gordo,baixinho,sem dente,nordestino,etc...

    ..aproveite entao e contrate um advogado 24 horas para os seus filhos,pois com essa sua mentalidade 100% preto aqui no Brasil,so vai lhe render mesmo a exposiçao gratuita e constante de sua filhas na net que serao sempre vitimas da cor!!

    ps:Estamos no Brasil...Aqui nao existe perseguiçoes raciais..vc pode ir e vir ate com banana na testa, so depois nao venha RECLAMAR ao mundo e fazer o papo de vitima da sociedade,né?

    Vc quer dar margem ao preconceito ou calar a boca com a sua atitude!!

    Mudança no grito...nao rola!

    Deixa a menina crescer e escrever ela sobre as suas proprias experiencias,desculpe...desse jeito ta virando covardia..tadinha vai crescer com esse pelo em ovo nas costas...BASTA!!!

    ResponderExcluir
  6. Jovem, você leu o blog?

    Você percebeu a quanto tempo existe o blog e as discussões qui travadas?

    Aceito a sua vontade de dar palpite, mas preguiça não. Preguiça de ler e contextualizar embota a mente e nos coloca em situações de "vergonha-alheia". Leia, menina. estude. Discuta com pertinência.


    Leia. Leia tudo que foi escrito ao longo de quatro, cinco anos.

    Menina leia. Leia bastante inclusive para poder escrever melhor.

    Não sei se teve a oportunidade de ler o link que publiquei. Parece que não, pois os comentários não batem com o que você escreveu.
    Aliás, a vontade de agredir é tanta que você, Senhorita, se deu ao trabalho de publicar o mesmo comment duas vezes, em posts diferentes. Uhmm, alguém precisa de atenção. Vamos lá.

    Um blog é um canal de comunicação com a sociedade, sem filtros editoriais da midia mainstream.

    Existe para que discussões saudáveis e pertinentes sejam realizadas. Se você se conforma com sua condição secundária, é um direito que lhe compete. Você mesmo tem alguns blogs, nos quais publica suas ideias um tanto equivocadas e ingênuas, mas é uma visão sua e deve ser respeitada. O mesmo vale para o meu espaço.


    Esse blog é importante para amigos e familiares que estão longe poderem ter contato com minhas ideias e o crescimento das crianças. Obviamente, aparecem pessoas equivocadas e, educadamente (sem caixa alta, por favor - gritos não) tento entender-lhes a motivação.

    Mas sugiro que estabeleça uma trajetória de vida antes de fazer juízo de valor sobre a vida alheia. Tenho 42 anos. Quando você nasceu eu já produzia pela imagem do negro no Brasil. Enquanto você brincava de boneca, eu estava na TV modificando a percepção do jovem negro no Brasil.

    Me parece que você tem alguma barreira com a palavra raça e seus termos derivados. É um direito seu permanecer na ignorância. Não posso demovê-la dessa ideia.

    Tampouco parece ler o que está escrito.

    Mais do que racismo, hove constrangimento ilegal de menor e cerceamento do direito de ir e vir, ambos motivados pela cor da pele e tipo de cabelo, como verbalizado pela funcionária em questão.

    Mas como flames são muito anos 90 e você parece ter alguma limitação para entender fatos, vou parar por aqui.

    Percebo pelos seus inúmeros blogs um conflito muito grande com a sua imagem. Espero que consiga resolve-los sem afundar seus valores. De lugar comum este mundo está cheio.

    Continuo sugerindo que leia os demais posts, leia o link publicado no post no qual você postou um comentário um tanto confuso e contraditório.

    E se você fica feliz em acreditar no mito de Cinderela (sabe a origem desse nome? Se soubesse pensaria duas vezes antes de usar).

    Boa sorte em sua jornada rumo ao auto conhecimento. Mas Rio não é Roma. Que a vida lhe ensine que os caminhos de cada um são diferentes.

    Aos demais leitores, deixo os links para que tenham suas próprias impressões sobre quem por aqui comenta.

    http://zaruty.wordpress.com/amor-ao-meio-dia/

    ResponderExcluir
  7. Filho use o Facebook..

    ps:Tentei seriamente ler...mas o post mais interessante de todos sem duvidas de todos os seus anos, sem duvida,ALGUMA ,foi essa da questao negativa da sua filha!!

    ps:1-Uso um teclado que nao e em Portuques...2-A minha primeira publicaçao nao tinha sido salva,tive que retomar ao ponto de inicio...escolhi entao o post inicial...sinceramente se puder vou escrever em todos os sites que vc fez questao de gritar o seu sentimento constante de VITIMA PRETA!

    As pessoas nao precisam ler os meus textos de anos atras pra saber de mim,jogo a minha cara na net,MAIS NUNCA JOGAREI A CARA DE UM FILHO MEU!!

    ResponderExcluir
  8. Veja bem, os gritos continuam.

    Acentuação deficiente não é desculpa para ortografia preguiçosa.

    Mas vamos ao que interessa. Se tivesse lido, veria que não faço o tipo vítima. Venho de uma família de pais lutadores que ralaram muito para concluir seus cursos superiores, sem cotas e sem gente para bancar.

    Construi uma vitoriosa carreira editorial e televisiva sem concessões, sem cotas, sem "ajudinhas". Trabalhei com afinco para aprender e gerar conhecimento. Para ser capaz de por em pauta ideias que façam o ser humano evoluir e não ficar parado cultivando mitos.

    Lamento profundamente que sua trajetória não tenha permitido a você estabelecer um limite entre o que é verdade e o que é mito construído e assimilado. Uma pena. Vejo que alguns mitos estão muito arraigados em você e espero que possa viver bem sem ter que enfrentá-los.

    Se tivesse lido, veria que sou radicalmente contra cotas e vitimização do negro. Sou a favor de luta em condições de igualdade e não acredito que o sistema de cotas como praticado no no Brasil seja adequado. Fui educado para lutar e vencer, não esconder-me son um manto.

    Não entendo o motivo de ter tanta raiva. Ainda não ficou claro para você que a liberdade de expressão também é um direito constitucional no Brasil, sendo assim, da mesma forma que deixo você comentar nesse espaço, gosto de ser respeitado.

    Tenho impressão que você não lerá os demais posts (que seriam muito educativos e elucidatórios), sendo assim só posso lamentar por você reproduzir tantos conceitos confusos, muitos deles perigosos se a pessoa não tiver o devido embasamento.

    Veja bem, ainda é tempo de correr atrás e conseguir rever algumas ideias, inclusive para o saudável exercício da pluralidade de pensamento, fundamental na formação de um agente cultural.

    Minhas filhas possuem canais de expressão adequados, uma mãe brilhante (veja só: branca! Puxa, será que errei ao casar com uma mulher loira só por amá-la?) e um pai dedicado.

    Já disse: ainda é tempo de procurar informação, conversar com gente esclarecida e tentar tornar sua vida repleta de valor.

    Mas se prefere gastar seu tempo com agressões e rebeldia infundadas, só posso lamentar. Mas, desde que entenda e respeite os limites legais, não posso impedi-la.

    O espaço continua aberto, inclusive a criticas, desde que construtivas e bem fundamentadas. Uma dica de jornalismo, mas que vale para a vida: procure a fonte, tente ouvir as partes antes de tecer uma história, um comentário. Caso contrário, corre o risco de passar a eternidade abraçada a futilidades e visões fantasiosas do mundo.

    Aqui, nessa casa, ninguém sai pelas ruas vendo fantasmas, mas não abdicamos de nossos direitos quando os mesmos são violados.

    Há quem goste de ser humilhado e tapar o sol com a peneira, fazendo cara de paisagem. Cada um com suas preferências. Ha quem acredite em papai noel e coelinho da páscoa. Ha quem acredite em deus, leia a biblia e reze o pai nosso. Fazer o que?

    Mas deixe seu ódio ao comportamento e posicionamento inteligentes fora de minha vida.

    O próximo, por favor.

    ResponderExcluir
  9. Em tempo: .meu Facebook

    http://facebook.com/felipeb

    Mas não creio que devo receber instruções de como ou onde expresso minhas ideias. Me soa ditatorial. Me soa como coisa de capitão-do-mato.

    Quando esse blog começou, o Facebook sequer existia. alias, amo e foi muito útil para abrir a discussão e acionar os colegas da imprensa, assim como o twitter.

    Percebo que o bom senso da jovem missivista se fué, se fué.

    ResponderExcluir
  10. Por que?Toda vez que uma pessoa nao tem capacidade de sustentar as suas loucuras,acaba sempre apelando para a escrita!?

    Filho..o seu caso e tao urgente que nem me dou o trabalho de esperar trocar de teclado!

    Assumo a minha prequiça... E vc assume que e um negro se vendendo na net de COITADO!?

    "A Dorinha nunca mais vai sorrir"

    "A Dorinha antes de depois"

    "O Mundo Acabou para a menina pretinha que foi confudidada na zona sul por uma menina de rua"

    aproveite e visite tb:
    http://www.etniabrasileira.com/2011/02/me-sinto-vitima-de-racismoe-agorabasta.html?spref=fb

    ps:se quizer,quando cansar de usar imagem da sua filha na net, eu posso te contratar pra redigir os meus textos em portuques,ok?

    Prometo que na minha pagina, vc nao vai ser um EX em NADAAAAAA!!

    Sucesso,viu?

    Beijos Dorinha,e bola pra frente!

    ResponderExcluir
  11. Não seria o contrário?

    Aqueles com um discurso equivocado e que -ainda- se recusam a ler e entender o outro não seriam os "casos graves"?

    Veja os recortes te texto que fez: são citações expressas do que escrevi? Afirmei que nunca mais ririam ou seriam felizes?

    Sua vontade de "construir" uma caso baseada em minha história me assusta.

    Não entendi onde você não viu que nossa vida continua, com força e para a frente.

    Você teve pai? Ele cuidava pela sua educação, formação cultural e intelectual? Te dava noções de cidadania? Ele apreciava ver você ser humilhada?

    Os textos nos quais escrevi que meninos de rua não merecem tratamento desigual foram lidos por você, ou os ignorou deliberadamente?

    A parte que esclarece que cerceamento do direito de ir e vir e constrangimento ilegal de menor são crimes, você leu?

    Não quer ler, é isso. Gostas de ser humilhada e cerceada em público?

    Bem, se argumentos baseados em raciocínio lógico são inferiores a gritos, nada posso fazer.

    Me resta postar seus comments como exemplo de gente que precisa aprender a ler. A construir e desenvolver conhecimento próprio, embasado em cultura e não em crendices. Que precisa olhar além do próprio umbigo.

    Mas não considero estar perdendo tempo ao responder. Ainda que o receptor da mensagem não seja capaz de entender.

    Talvez em MIlão seja melhor. Claro.

    ResponderExcluir
  12. Ai..Roma ,Milano..tem Paris,Espanha,Canes,Portugal tb...

    Sinceramente ja morei em todo mundo,e tenho um apartamento no Leblon,quer o meu endereço tb?

    Entao esse CARNAVAL TODO, foi por conta do direito de uma criança de 5 ANOS de ir e vir?

    Acho que nao ,né?

    Afinal para uma negro vitima de SEMPRE e muito mais gratificante o papo sensacionalista do RACISMO...

    ResponderExcluir
  13. Parabéns por ter conseguido um apartamento no Leblon. Fico feliz

    Mas não creio que suas posses não sejam um problema meu. Isso é assunto para a Receita Federal.

    Quanto a viagens, as que minha mãe realizou, com o próprio dinheiro, diga-se de passagem, foram ilustrativas sobre como o mundo gira na Europa, na Asia e nas Américas.

    O mesmo vale para minha irmã e minhas sobrinhas e meu sobrinho, que moram muito bem em Paris desde 1995.

    Assim como as minhas próprias experiências me trouxeram uma visão holística sobre relações humanas.

    Mas, sinceramente, ainda não entendi o motivo de estar insistindo em usar esse espaço.

    Poderia bloqueá-la, mas prefiro ver uma pessoa meter os pés pelas mãos ao insistir em colocar pensamentos e palavras não ditas no discurso alheio.

    Como percebo que a leniência continua (caso tivesse lido, como sugerido, não estaria a repetir tal cantinela de asneiras), prefiro ir surfar um pouco e deixar que você passe o dia a se importar com a minha vida.

    Ah, não posso esquecer de passar meu filtro solar.

    Gostaria também de informar a você que boa parte de suas declarações quanto a minha pessoa, por serem inverdades, enquadram-se em calúnia e difamação.

    Portanto, pense melhor antes de escrever.

    ResponderExcluir
  14. Faça uma carta imprensa NOVAMENTE!!

    Contrate um advogado contra uma pessoa negra tb!!

    Ps:Eu morei e vivi e nao minha tia,minha irma,etc...

    Outra,vc que esta entrando em minha vida pessoal,relatando o meu texto "amor ao meio dia,falando da onde moro ,da onde morei"!Etc..

    Calunia?Eita, fique a vontade o meu advogado e o mais importante do pais...

    So pense VC antes de colocar a vida da menor na net!

    ResponderExcluir
  15. Moça,

    definitivamente a senhorita passou dos limites. Vem ao meu espaço, me ataca, usa de calúnia e ainda quer posar de vítima?

    Não tenho outra alternativa além de tomar medidas preventivas.

    Sinto muito pelos demais leitores, mas sou a favor da civilidade.

    Quanto a sua "vida pessoal" (na Internet? em diversos blogs e sites? auto-promoção?) acredito que exista um entendimento distorcido de sua parte.

    E como tudo em sua vida "é o melhor do país", faça bom proveito. Seu advogado terá muito a conversar com o meu. Já está tudo devidamente catalogado e com os IPs das mensagens.

    Vejo, claramente, que seus pais falharam em sua educação, deixando-lhe entregue à soberba.

    Que seus caminhos sejam repletos de felicidade extrema, mesmo que passe o seu tempo cuidando da vida alheia.

    Tenho mais o que fazer do que dar assunto a quem, ao comentar, revela o energúmeno em si.

    Com pesar,
    Felipe Barcellos

    ResponderExcluir
  16. Ao nos prepararmos para ir embora, às 22h30, a funcionária Loi impediu minhas filhas, Lia(9 anos) e a aniversariante Dora (5 anos), de entrarem no quiosque ao retornarem do banheiro.


    Uma criança de 5 anos nao pode voltar sozinha em um Quiosque no Leme as 22 horas,se tivesse um responsavel por perto sem duvida evitaria toda essa confusao!!

    Relato da tia..que detalhe nem mais estava presente no local!

    Saí de lá por volta das 22horas, deixando meu irmão,minha cunhada, as crianças, família e amigos, todos felizes.

    Pois eis que passando um pouco da meia-noite vem a bomba: Dorinha e LIa haviam sido impedidas de entrar, na verdade reentrar no local porque seriam crianças de rua. Imaginar a cena me causou náuseas. Não por minhas sobrinhas estarem envolvidas. Mas porque crianças estavam sendo agredidas.

    Por isso a funcionaria achou que se tratava de uma menina de rua!!Estava sozinha as 22 horas da noite,descabelada com um vestido maior do que ela!
    a Verdade tem 2 lados!!

    Ignorante e aquele que se deixa levar por uma imagem sensacionalista dos FATOS!

    Tadinha da funcionaria que nem teve a chance de se defender!!

    Por isso,que agora a maioria da populaçao esta tendo medo!!

    Qualquer coisa que acontece o negro quer logo usar o pretesto de RACISMO,prender um uma pessoa sem mais nem menos,por NADA !!

    Nao tenho medo de vc!!Sou iqualmente negra e dessa vez vc nao vai poder usar um tema serio de Racismo como pretesto de sensacionalismo!!

    ResponderExcluir
  17. Aproveite BEM TODA FAMA cruel as custas da FUNCIONARIA QUE NEM TEVE O DIREITO DE RESPOSTA EM TODA REDE SOCIAL E todos meios de Comunicação e midia !

    VOCE USOU E FALOU O QUE QUERIA NA NET,AGORA ESTEJA VOCE IQUALMENTE DISPOSTO E RECEBER TODA CRITICA E OPINIAO DA SOCIEDADE!


    "Artigo XIX

    Todo homem tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferências, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras."

    Art. 5o

    IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;


    "Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

    § 2. É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística." (destacado do original).
    "Art. 1o. É livre a manifestação do pensamento e a procura, o recebimento e a difusão de Informações ou idéias, por qualquer meio, e sem dependência de censura, respondendo cada um, nos termos da lei, pelos abusos que cometer."
    "1. O direito de manifestação do pensamento. A liberdade humana não se concretizaria na prática se não fosse dado ao homem o direito de liberdade de expressão. Esta liberdade abrange os direitos de manifestação da opinião, de discurso e de imprensa".

    AFIRMANDO!!


    A menor ja estava FORA do posto as 22:30 !!
    Os responsaveis que permitiram que a MENOR de 5 anos com a irma de 9,retornasse ao banheiro do Quiosque SOZINHAS...

    Mesmo se fosse a filha do presidente, vestida de ouro, essa criança nao poderia entrar SOZINHA nesse local!!


    Voce pode ir no juiz e se achar como NEGRO no DIREITO de criar qualquer tipo de historia sensacionalista de RACISMO!!

    O que VC nao PODE, e brincar com a seriedade da acusaçao e nem MUITOS MENOS usar a imagem da MENOR em toda midia e redes sociais,isso sem o direito da outra parte se defender..

    Os Danos a funcionaria so pelo escandalo e exposiçao sensacionalista,apelativa EMOCIONA dos FATOS ja e motivo de demissao da funcionaria..

    Quem paga o preço e todo o restante da populaçao, que se ver ainda mais acuada com o fanatismo da pessoa NEGRA de limitar TUDO o que acontece a um CRIME de RACISMO

    Estao usando das leis para julgamento irreais de seus proprios preconceitos!

    ResponderExcluir
  18. Senhora Livia Zaruty,

    bom dia.

    A senhora precisa ler melhor e ver melhor. Não existe "banheiro de posto". O banheiro é localizado no subsolo do calçadão, administrado pela prefeitura e possui excelente qualidade de serviços. No mesmo local existe um parquinho infatil, motivo pelo qual esclhemos o tal quisoque para a comemoração: erá próximo as residências de parentes e amigos, e, segundo o site, oferecia as condições necessárias.

    Reservamos com antecedência. Chegamos na hora. Durante todo o tempo a funcionária em questão, gerente, observou a movimentação de minhas filhas e das demais criancas. Ou deveria, como responsável pela administração do estabelecimento.

    As meninas não estavam sozinhas no momento da ocorrência. Estavam com a mãe. Eu estava a poucos metros. Elas não relataram o fato. Nós, eu e a mãe, vimos, chocados, nossas filhas sendo escurraçadas como se não estivessemos ali. Nas fotos é possível ver a localização do banheiro, assim como o local da ocorrência.

    Mas a senhora prefere não ver para tecer sua tese distorcida. "Descabelada", "vestido grande demais" e outras sandices foram escritas pela senhora em suas mensagens nada amigáveis.

    Assim como ignorou os crimes em questão, previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, não importando a raça ou etnia da vítima.

    A funcionária foi procurada pelos jornais, que obtiveram seu nome completo com a empresa empregadora. Deveria defender-se.

    Quanto a senhora, só posso lamentar pela postura agressiva que faz com que suas teses, algumas deles interessantes, não tenham o alcance que poderiam. Raiva, ódio e desprezo não combinam com uma discussão dialética.

    Não limitamos tudo a crime de racismo. Já declarei que sou a favor de vitórias através de esforço próprio. Mas negar anos de história não ajuda a entender a formação de um povo e seus percalços.

    Vivemos em um país em formação, no qual ajustes e ações afirmativas pontuais se fazem necessárias. Aqui não é a Ilha da Fantasia.

    Continuo disposto a dialogar com quer que seja, desde que de forma civilizada. Por isso esse blog é aberto. Para ser plural.

    Cordialmente,
    Felipe Barcellos

    ResponderExcluir
  19. Felipe, espero que tudo tenha se resolvido e essa funcionária, se não punida (o que seria terrível, ela tem que arcar com seus atos), ao menos treinada para que uma sandice dessa não ocorra nunca mais, com criança nenhuma. Uma pena você ter que perder seu tempo com alguém que não sabe ler e nem escrever (quiser com "z" e vários outros assassinatos da língua). Parabéns a você por defender suas filhas e que pena essa senhora ser alguém tão pequeno e arrogante, uma coitada. Esse post é antigo, mas tive contato com ele hoje e não consegui me calar diante de tanto desespero dessa senhora em te agredir.

    ResponderExcluir
  20. Esta Lívia Zaruty é mesmo uma moça doente, lesada completamente, heim?
    Depois fica de choiradeira na internet, fazendo vídeos e mais vídeos dizendo-se perseguida. Ela luta contra a máré e quer visibilidade, fama e sucesso a qualquer preço. Se vende muito baratinho aos racistas.
    Uma negrinha da Casa Grande, massinha de manobra.
    E como escreve mal...

    ResponderExcluir

Diga o que quiser. Sempre. Se possível, pense antes de escrever.